sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Eu quero vida... E você?











Segundo pesquisas realizadas por cientistas do Secom-AC, a diferença de temperatura entre um solo exposto ao sol e outro debaixo de uma árvore é de até 13º centígrados.
"No dia 7 de agosto às 13 horas daqui, chegamos a ter uma temperatura máxima de 39,75º centígrados no solo exposto, enquanto que debaixo da árvore tivemos temperatura de 26,14º, relata. A medição ocorreu na superfície, a dois centímetros de profundidade.
Diz o pesquisador:
Uma temperatura perto dos 40 graus na superfície pode prejudicar muito a qualidade da terra.
"Você não dá condições dos microorganismos se regenerarem. Essas populações entram em extinção e não há como recuperar esse solo. Aí temos as áreas de deserto".
A rápida evaporação da água e o calor irradiado para a atmosfera também são efeitos negativos causados pelo aquecimento do chão, afirma o geólogo.
Isso significa um solo estéril; nem uma gota d'água... Dá para prever o que vem depois?
Ainda dá para consertar isso!
Sem apelos piegas de movimentos ecológicos isso ou aquilo...




3 comentários:

007BONDeblog disse...

DULCENY

Beleza de post.

Uma única árvore e veja só a contribuição que ela dá.

Infelizmente andam derrubando muitas árvores, mas, como nós queremos vida, vamos continuar lutando pelas árvores,pássaros,plantas, ......

Um grande abraço

PS. Grato pelas visitas e tem um livro sendo sorteado lá no BONDe para quem comentar no post sobre o André Trigueiro.

Antonio Paulo disse...

Triste saber que estamos matando aquela que nos abrigou. Mais apavorante torna-se ver ler e ouvir que os líderes maiores não aceitam parar com essa barbaríe. Um abraço Dulceny fazia hs que eu não aprecia por aqui mas estamos voltando devagar.

007BONDeblog disse...

DULCENY

Boa tarde

Passei para te agradecer a a participação no post do livro Espiritismo e Ecologia e sorteio de um exemplar.

O ganhador foi o colega do Papo de Informática.

Um fraterno abraço