sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Doce observância


...Tom de verde,
verde pastel
e amarelo,
amarelo pálido
e um azul de um brilhante,
brilhante-dia,
morrendo em azul,
azul-negro;
opaco, de opaca-noite.

...Instante de luzes,
de sombras,
sombra-luz.

...À hora das formas...
Forma plena,
forma pura.
Contornos marcantes,
marcados,
contrastes de negro-luz.

...Ali, escancaradamente
a quem para,
a quem olha,
a quem vê.

...Entardecendo.
Entardecente anoitecer...



Dulceny z

02/07/1995
ao anoitecer

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

O que é essa tal felicidade?


O que é essa tal felicidade?

Então, tenho um pequeno livro chamado - O pequeno livro da felicidade - onde há citações de vários famosos sobre o que definem como felicidade, a última página veio em branco. Concluí: É minha, para minha definição, não tive dúvidas, segundo meu entendimento espiritual: Felicidade é fazer a "vontade do Pai".
Isso porque só dentro da ética Divina não criamos pendências, expectativas, decepções. Vivemos e fazemos as coisas porque são necessárias e não por uma compensação. Nisso consiste o sentimento de felicidade - fiz o que tinha de fazer.
Algumas frases:
"O êxito consiste em alcançar o que se deseja; a felicidade em desejar o que se alcança". Anônimo
"A felicidade reside na consciência de si próprio - não um sentimento de ser perfeito, mas de ser suficientemente bom e de saber que está em um processo de crescimento, de existência, de alcance de sucessivos níveis de alegria". Leo F. Buscaglia
"Não dependa dos outros, confie em si próprio; a verdadeira felicidade nasce da autoconfiança". As leis de Manus
"O requisito primordial para a felicidade é que oser humano seja o que é de boa vontade". Erasmus
"Não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho". Ghandi
Estou curiosa.
E para vocês o que vem a ser essa tal felicidade?

Sobre caminhos...

Nossa! Ainda bem que todo dia ando por caminhos diferentes pela mesma estrada de terra ao longo dos abacateiros, ora floridos; recheados de frutas; séquidos no inverno às folhas caídas... Lindamente verdes e barulhentos na primavera; habitat de inúmeras espécies de passarinhos a ali fazerem morada; gerarem seus lindos filhotes... A cada estação descubro um novo amigo beija-flor que me olha ensimesmado: Quem é essa louca a imitar meu canto, até que o vejo, assim como meu amigo da primavera passada, a me acompanhar até à pista de asfalto, diferente todo dia, mas é a mesma que ali está, um dia atravesso logo, no outro tomo um "caldo", e assim vai. Assim é a vida num todo. Essa atenção diária e constante com tudo e com as pessoas que nos são próximas, cada momento pode ser o último, então, aproveitá-la ao máximo e intensamente, por que não? Fazer do comum o extraordinário! Encantar-se com a vida a cada momento, mesmo que tudo pareça levar na direção oposta. Viver o agora sempre da melhor forma possível, porque o ontem não permite mudanças e o amanhã só nos será palpável quando se tornar o nosso novo agora!

Despertamento



Subitamente ao coração,
sereno sentido se faz...
Já não há desassossego...
Já não há dúvidas...
Já é tempo...
Já é hora...
O amor flui
em contínuas
ondas azuis...
Sabiamene ao coração,
pleno sentido
se faz...
Já não há luta.
Já não hão mágoas.
Já é tempo...
Já é hora...
O amor supre
em contínuas
gotas celestes...
À alma ele nutre,
sacia e enfim
nos concede a Paz!


Dulceny z

19:30h
24/08/2001

Inflexões do espírito


Ainda sinto as dores
de um parto que não farei.
E a pesada carga
resultante do aborto
que nunca fiz.
A inatividade me sufoca.
A incerteza me desorienta.
O inadequado me persegue...
E ainda assim,
sinto um amor
de infinitas quantidades
incabíveis
em minha humana escala.
Sinto-o como algo
a explodir irremediavelmente!
É o que ainda me mantém viva...


Dulceny z

14/09/2004 08:17h


Ao ler essas palavras e ter a percepção do ser que hoje vive em mim, compreendo, sinto e comprovo com todas as forças de minh'alma o significado da expressão: Presença de Deus!

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Soturnidade silenciosa

No silêncio-madrugada
expectada alma
anseia a resposta dada
que não veio...

Dormem a noite e as criaturas
no silêncio quase gélido
d'um ar inerte...
No soturno breu
desavisada alma
desperta reflexiva...

Ei, retorna,
deixa à noite
o inerte breu
a vagar
em silêncio gélido...
A ti espera
o lume d'um dia branco
e quente!

Dulceny z

06/10/2008
01:26h

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Peripécias...


Nada a declarar, rsrs












Quantas são???



















Na gruta...

















Deixa que a água me leva...









Que tal uma caninha aí???




É!


Para quem interessar possa, aconselho uma rápida adaptação evolutiva das espécies.
Razão: Diante da diversificação das nossas lavouras em todo o território nacional, logo mais teremos que mudar radicalmente nosso cardápio:
Torrões de açúcar, rapadura, açúcar mascavo ( muito bom, huuummmm), maschmellow - feito com calda de açúcar e clara de ovo (divino), açúcar destilado (caninha da boa), glicose pura - altamente energética!!!
Saboreiem e sirvam-se à vontade que a área de plantio é grande!!!

Dulceny z

Fériasssssssssssssssssssssssssssss!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


É bom, mas dura pouco...

Curiosidades de viagem...
Passear pelos confins desse Brasilzão é mesmo uma grande aventura! Principalmente a quem se atire às rotas do “Rally do Cerrado”...

Início: Itapura
Estrada de acesso - Geremias Lunardelli
BR 158 - em MS
GO 178 próximo à Cassilândia - em GO
GO 206 - em entroncamento com a GO 178 - sentido Quirinópolis
BR 452 - até Itumbiara, GO
BR 153 - até entrada para Morrinhos - até Caldas Novas.
Volta pela BR 153 até São José do Rio Preto
SP 310 - até Ilha Solteira
SP 595 - até entroncamento com a Estrada de acesso - Geremias Lunardelli.
Chegada: Itapura.
Passando pelo Estado do Mato Grosso do Sul, a estrada é muito boa, bem sinalizada, mas o nosso querido Estado de Goiás... É só sair da BR e estamos entrando num ambiente hostil, inóspito. A GO 206 está mais para pirambeira, sem uma "plaquinha" sequer, daí me senti como os mineiros falam: -Num sei oncotô, pr'ondovô, falaruquera log'ali, mais indtô'qui! A sstrada num sei onvaidá! NOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!
Me senti novamente no mundo real quando encontrei uma placa mostrando o acesso para Itumbiara - era pra lá que eu ia pegar uma estrada; a BR 452. Parei no meio daquela trilha pra registrar tão ansiado momento (a foto da única placa da estrada), mas o quê! A pirambeira dois - a saga continua! E finalmente a civilização - entramos na BR 153 - dez horas de viagem para 585 km - poooooooode???
Só fiz desmaiar na cama do hotel e ver o show de boas vindas às quinze para as dez da noite! Affff!!!
Gente! O que acontece com esse tão vasto Estado?
Como pode uma administração estadual deixar ao abandono populações inteiras que se servem dessas "pretensas estradas"?
A enchente levou uma ponte na GO178 há anos e desde então está lá do mesmo jeito e ainda é tratada como ponto turístico pelos balseiros: -Você já fotografou a ponte? -Pode sair do carro, olhe, aqui fica melhor a posição pra foto! Gente conformada essa! É uma vergonha tanto incentivo à cultura da cana-de-açúcar nas áreas de cerrado, sem um mínimo de respeito com a população e mais ainda, o intenso tráfego de "veículos longos", com até quatro composições - denominados de treminhões popularmente, destruindo o concreto asfáltico inadequado ao tráfego pesado que passa naquelas rodovias.
Enquanto sofria o calor e o desconforto de piso tão instável, me dava a conjecturar... O que é feito do dinheiro do caixa desse Estado tão grande, tão rico; os goianos pagam impostos, certo? Será que os reais deles valem menos que os reais dos brasileiros das outras regiões do país? Isso é um total desrespeito ao ser humano e ao contribuinte. E olha que no início da estrada GO 206 tem uma enorme placa publicitária informando a "RECUPERAÇÃO DO PAVIMENTO NOS PRÓXIMOS KMs".
É um avilte à nossa inteligência! Daí pra frente o asfalto de ruim, desapareceu em longos trechos! A poeira comeu e me senti numa trilha de Rally, com a desvantagem de não ter um veículo com tração nas quatro rodas. Em dado momento eu disse à minha mãe (que dirigia) que andasse pelo acostamento - em melhores condições de longe! Agora, carros e carros passando com bandeiras de candidatos e faixas presas às àrvores lindeiras da estrada...
Me senti na responsabilidade de falar sobre tamanho descaso, abandono e desrespeito, sabe como é, quando se fala em Nordeste, já se tornou comum (porém, não menos grava) pensar nessas precárias condições. Torço para que essa realidade não se instale em mais regiões do país. É inconcebível tal negligência. Planejamento e ações já!
Conto com todos para ajudar a colocar a boca no trombone. Precisamos pulverizar informações, consciências coletivas, atitudes! A quem considerar ingenuidade, saiba que a cada pessoa que encontro; informo, explico, indico; no sentido de dotar das ferramentas necessárias todo aquele que necessita, dentro daquilo que sei e do que não sei, procuro, pesquiso, promovo o contato com quem detém as informações - canais de solução - isso é nossa obrigação enquanto cidadãos desse grande planeta Terra!
Dulceny z

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Lições de vida, lições divinas

Dar significado à vida não é uma opção. Você não escolhe conferir-lhe significado ou não. Ela terá significado e ele será bom ou ruim conforme aquilo que você pensa e faz de sua própria vida. O homem sábio não tem dúvidas sobre isso e não vive em meio período; não se é sábio pela metade, a sabedoria não permite hora-vaga. Esqueça, portanto, as férias, viva integralmente — o que é diferente de mas tão importante quanto viver com integridade –, seja intransigente consigo mesmo, seja pleno, não tolere seus próprio erros. Não seja genial pela metade. Não se preocupe, acima de tudo, com a possibilidade de sua genialidade enfadar as pessoas ao redor — sua mediocridade as enfada muito mais, você é que não percebe isso.
*Não me entendam mal nos momentos em que escrevo as coisas que eu gostaria de ouvir. Muitos aqui devem ter notado que repito a mim mesmo as lições que eu ainda não absorvi, porque preciso delas, porque delas dependo para viver, porque nelas encontrei algum sentido para viver — ainda que não as tenha aprendido inteiramente.
De um lado essas lições falam do momento presente, das obrigações da hora, daquilo que, como a respiração e a postura, me permite viver, e viver bem. De outro lado, elas falam da perfeição divina, de como cada criatura participa da obra de Deus e de como cumprimos nossa parte nessa obra, ora errando e teimosamente contrariando a divindade, ora acertando e aquiescendo humildemente às determinações do Criador.
Ignorar as determinações divinas pode lançar-nos à falsa noção de que ascendemos e que encontramos êxito, já que até mesmo os ateus esclarecidos (deixando para depois o fato de que isso é um paradoxo) encontram algum êxito nesta vida. Resta saber se ele dura a vida toda ou se esse êxito não seria como confundir uma queda livre com um vôo.
*Estão certos os que dizem que tudo se resume a um momento, àquilo que se faz aqui e agora. “Ichi go, ichi e”, “um encontro, uma vida” diz a tradição zen. Contudo, só tem significado o momento que é reconhecido como manifestação de Deus. Deus não reconhece o tempo por estar acima dele. Ele está aqui hoje, ele estará aqui e lá amanhã, como esteve ontem. Ele está e é muito antes que o próprio tempo existisse. Isto significa que este momento depende de nossa capacidade de reconhecer a eternidade de Deus. Viver o momento pode ser um caminho de perdição hedonista ou um caminho de realização divina; pode ser um caminho de desintegração niilista ou de comunhão com Deus, de renascimento e ascese.
Vistos de fora, pode haver pouca diferença entre escolher este ou aquele caminho. O Jardim de Epicuro é tido como exemplo de sabedoria, assim como a longa meditação de Buda sob a figueira. As semelhanças, ao observador atento, terminam aí. É necessário olhar além, investigar as doutrinas de Buda e de Epicuro e perceber as respectivas posturas diante do mundo.
Epicuro: se o inferno é aqui, recolhamo-nos no Jardim, que é um lugar pacífico, um simulacro do Éden.
Buda: se o inferno é aqui, recolhamo-nos em meditação para que o espírito de Deus nos ilumine e nos tome como instrumentos de Sua ação sobre este mundo.
Na verdade, grande parte de nossas angústias tem a mesma direção do isolamento de Buda ou de Epicuro. Diante de um mundo ruim, o primeiro passo importante é afastarmo-nos dele, por uma questão simples de integridade e auto-preservação. Os passos seguintes são os mais importantes. Isolado em seu quarto é possível ignorar a realidade e inventar uma nova ou refletir sobre ela e compreendê-la, o que não ocorre sem uma grande dose de aceitação cristã ou budista. Para Epicuro, o mundo é mal e é necessário afastar-se dele. Para Buda — assim como para Cristo — o mundo é mal e é necessário aceitá-lo, da mesma forma como o Pai recebeu o Filho.


gropius.org/.../licoes-de-vida-licoes-divinas/

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Temos companhia...


Cientistas descobrem três exoplanetas 'super-Terras' em torno de uma estrela
NANTES, França (AFP) - Três exoplanetas um pouco maiores do que a Terra, denominados "super-Terras", foram detectados em torno de uma mesma estrela por uma equipe de astrofísicos suíços e franceses que revelou sua descoberta nesta segunda-feira, em Nantes (oeste da França).
A equipe do Observatório da Universidade de Genebra (Unige) apresentou três exoplanetas com massa 4,2, 6,7 e 9,4 vezes maior que a da Terra, gravitando em torno da estrela HD 40307, situada a 42 anos-luz do nosso planeta. "A estrela está muito próxima, é quase nossa vizinha", explicou Michel Mayor, astrônomo de Genebra e descobridor do primeiro exoplaneta em 1995.
Os astrônomos também anunciaram ter encontrado duas "super-terras" em torno de duas outras estrelas, sendo uma com 7,5 vezes a massa da Terra em torno de HD 181433.
Mais de 270 exoplanetas já foram registrados em torno de estrelas, mas eles eram até hoje, em sua maioria, grandes demais para serem comparados à Terra, do tamanho de Saturno ou de Júpiter.
As últimas "super-Terras" foram detectadas graças ao espectrógrafo HARPS, um instrumento de ponta concebido e construído no Observatório da Unige e instalado sobre um dos telescópios de La Silla, no Chile. Ele já permitiu a descoberta de 45 planetas de menos de 30 vezes a massa da Terra, indicaram os astrônomos nesta segunda-feira.
"Sabemos atualmente que talvez quase todas as estrelas têm planetas que giram em torno delas. O que anunciamos nesta segunda-feira é que seguramente existem planetas muito pequenos, ou seja, quatro vezes menos a massa da Terra", explicou Michel Mayor.
"Em torno das estrelas, sem dúvida em um ou dois anos, descobriremos planetas habitáveis", assegurou Stephane Udry, outro membro da equipe da Universidade de Genebra.

sábado, 7 de junho de 2008

PAX



A Paz é fruto da nossa busca diária pelo auto-conhecimento, sabermos quem e como somos nos proporciona a aquisição do nosso equilíbrio interno e isso se traduz em nosso ser e agir pacíficos, nos tornamos aptos à compreensão e respeito às diferenças. Na busca da melhoria coletiva, da Paz para todos, é necessário começarmos em nós a mudança de atitudes. Apesar das circunstâncias externas, nada abala nosso interior quando fortalecidos pelo Amor fraterno, Universal. Só alcançamos isso buscando e realizando em nós a comunhão com o Pai Celestial. Que assim seja

domingo, 18 de maio de 2008

Quem conheceu Zélia Gattai? Ela se foi ontem, até mais, doce Zélia!


Com ela eu aprendi a ser mais uma anarquista, no sentido amplo e majestoso que o termo exprime:

Em primeiro lugar, deve-se desprezar concepções errôneas segundo as quais "anarquia" seria sinônimo de "bagunça". Anarquia é ausência de governo e mesmo de atividade parlamentar; que os agentes políticos devem atuar diretamente em busca de manter e ampliar todas as formas de participação nos aspectos decisórios da sociedade em que vivem. Ação Direta, aliás, é o nome que adotam várias organizações anarquistas pelo mundo afora.

Diz-nos Malatesta em seus "Escritos Revolucionários" que "Se quiséssemos substituir um governo por outro, isto é, impor nossa vontade aos outros, bastaria, para isso, adquirir a força material indispensável para abater os opressores e colocarmo-nos em seu lugar * Mas, ao contrário, queremos a Anarquia, isto é, uma sociedade fundada sobre o livre e voluntário acordo, na qual ninguém possa impor sua vontade a outrem, onde todos possam fazer como bem entenderem e concorrer voluntariamente para o bem-estar geral. Seu triunfo só poderá ser definitivo quando universalmente os homens não mais quiserem ser comandados ou comandar outras pessoas e tiverem compreendido as vantagens da solidariedade para saber organizar um sistema social no qual não mais haverá qualquer marca de violência ou coação".

A atividade do anarquista, do socialista utópico (em sua sublime acepção de conquista da Esperança possível) não é violenta nem repentina, mas gradual, pedagógica, passo a passo.

"Não se trata de chegar à anarquia hoje, amanhã ou em dez séculos, mas caminhar seguramente rumo à anarquia hoje, amanhã e sempre. A anarquia é a abolição do roubo e da opressão do homem pelo homem, quer dizer, abolição da propriedade privada dos meios materiais e espirituais de produção e do governo formal; a anarquia é a destruição da miséria, da superstição e do ódio entre as pessoas. Portanto, cada golpe desferido nas instituições da propriedade privada dos meios de produção e do governo é um passo rumo à anarquia. Cada mentira desvelada, cada parcela de atividade humana subtraída ao controle da autoridade, cada esforço tendendo a elevar a consciência popular e a aumentar o espírito de solidariedade e de iniciativa, assim com a igualar as condições é um passo a mais rumo à anarquia."



Valeu doce Zélia...

Me ensinou o respeito incondicional!!Que sua passagem tenha sido tranquila e em PAZ!!!

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Douradas abstrações



Douradas abstrações



Doura metal,
"endoura", dilui...
Reluz, desliza e flui,
ritmado; aritmado,
gira e revira num compasso ilógico.
O kaos aparente, douradamente...
Inequivocamente; propositadamente...
Desconcertantemente
um jogo de luz em metal doura...


Dulceny z
28/4/2008 17:57h

domingo, 27 de abril de 2008

Evolução acelerada.

Estudo indica que humanos

têm 'evolução acelerada'





Mais de 7% dos genes sofreram transformações
A espécie humana evoluiu em uma taxa cem vezes mais alta nos últimos cinco mil anos que em qualquer outro período, e como conseqüência, os seres humanos estão geneticamente mais diferentes uns dos outros, sugere um estudo realizado por cientistas americanos e publicado nesta segunda-feira.
Segundo os pesquisadores da Universidade de Winsconsin-Madison, entre as principais causas da aceleração no processo evolutivo estaria a mudança demográfica, reforçada pela mudança no meio ambiente.
O estudo aponta que processos migratórios e o crescimento populacional podem ter influenciado a adaptação dos seres humanos, como a resistência a epidemias.
“Consideramos que o crescimento demográfico humano está relacionado com as mudanças ocorridas na cultura humana e no meio ambiente. Ambos os processos contribuíram para a rápida evolução crescente da nossa espécie”, diz o estudo.
A pesquisa aponta que a aceleração na evolução humana verificada através do estudo é uma das mais radicais já registradas. "Nós somos geneticamente mais diferentes das pessoas que viviam há cinco mil anos do que eles eram do Homem de Neandertal (que viveu entre 350 mil e 25 mil anos atrás)", diz o estudo.
Diversidade
A pesquisa, publicada na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, analisou dados disponíveis no International HapMap, mapa internacional de haplótipos, que relaciona diferenças entre seres humanos de vários continentes.
Para o estudo, os cientistas analisaram a formação genética de 270 pessoas de quatro regiões: chineses, africanos iorubás, japoneses e norte-europeus.
Liderados por John Hawks, os cientistas afirmam que as etnias estão se tornando geneticamente mais distintas. De acordo com o estudo, “pelo menos 7% dos genes humanos sofreram evolução recentemente”.
Apesar disso, o estudo sugere que a diferença entre os continentes deve ser reversível, já que a tendência é que as populações futuras sejam ainda mais mescladas.
Transformações
Para indicar a diferença entre a formação genética, os cientistas citam a lactase, enzima que ajuda a digerir o leite.
Segundo o estudo, a maioria dos chineses e africanos não consegue digerir a lactose no leite, enquanto os europeus desenvolveram um gene resistente a enzima. Para os pesquisadores, o clima frio da região foi crucial para esta diferença, já que em regiões frias as pessoas produzem menos vitamina D, essencial para absorção de cálcio.
Por isso, “a capacidade de digerir leite por toda a vida fez as pessoas em regiões mais frias serem mais saudáveis”, diz o estudo.
Fertilidade
A pesquisa aponta que no futuro, a aceleração pode provocar ainda outra mudança genética, relacionada à fertilidade.
O estudo aponta, por exemplo, que o número crescente de pessoas que decidem ter filhos com idade mais avançada pode influenciar os genes que impedem os seres humanos de ficarem férteis por mais tempo, tornando-os cada vez mais raros.
De acordo com a pesquisa, a tendência a começar uma família com idade mais avançada pode guiar o processo evolutivo. “As pessoas estão tendo problemas com a infertilidade. Por isso, qualquer variação genética que aumente o sucesso da fertilidade com idade avançada será selecionada”, diz o estudo.

sábado, 19 de abril de 2008

VAMOS SER SOLIDÁRIOS ? - Mamografia Digital







VAMOS SER SOLIDÁRIOS?


Mamografia digital
O Instituto do câncer, como todos sabem, é uma instituição seríssima. Cabe a nós atender sua solicitação e ampará-lo, pois se depender do Governo
(federal, estadual e/ou municipal) será seu fim!
Vamos salvar o site do câncer de mama? Não custa nada.Digam a 10 amigas para dizerem a 10 amigas hoje!O Site do câncer de mama está com problemas, pois não tem o número de acessos e cliques necessários para alcançar a cota que lhes permite oferecer UMA mamografia gratuita diariamente a
mulheres de baixa renda.Demora menos de um segundo, ir ao site e clicar na
tecla cor-de-rosa que diz:

"Campanha da Mamografia Digital Gratuita"
Não custa nada e é por meio do número diário de pessoas
que clicam, que os patrocinadores oferecem
a mamografia em troca de publicidade.
REPASSEM.
A meta é 20.000 acessos por dia.
www.cancerdemama.com.br


Não custa nada galera é só dar um
cliquezinho para ajudar.

Agradeço a todos vocês que com certeza irão
dar o "seu clique solidário"!

Com carinho,

Carminha
By Carminha Slides

Brasília, 17 de abril de 2008


:: Stationery by Grupo Alfazema ::
http://br.groups.yahoo.com/group/alfazema/

sexta-feira, 18 de abril de 2008


Internautas retomam controle de suas vidas e criam dia "offline"

(Reuters) Sex, 18 Abr - 13h47
Por Jill Serjeant
LOS ANGELES (Reuters) - Sharon Sarmiento sabia que era hora de se desconectar quando percebeu que até seus sonhos envolviam mensagens publicadas em blogs e o mensagens instantâneas imaginárias.
Para Ariel Meadows Stallings, foram as horas perdidas em navegação pela Internet que a fizeram sentir como se tivesse passado por um coma alcoólico.
Ambas as mulheres são parte de um novo movimento sob o qual os adeptos da tecnologia, viciados em Internet, usuários maníacos de Blackberrys e remetentes compulsivos de mensagens instantâneas decidiram retomar o controle de suas vidas ousando se desconectar --nem que por apenas um dia.
"Acredito que exista alguma porção de nós, onde vive o bom senso, que nos faz parar e pensar que as coisas foram longe demais e que vivemos conectados em excesso", disse Sarmiento, uma mulher de cerca de 30 anos que é dona de uma empresa virtual e blogueira profissional, no Alabama.
"É como se nossas cabeças fossem em milhões de direções diferentes a um só tempo. Assim, reservar um dia para ficar completamente desligada de qualquer força tecnológica permite que recuperemos nossa conexão com o mundo real", disse ela.
Há quem chame a idéia de "Sabá secular". Para outros, é o "dia desconectado". Em Quebec, Canadá, Denis Bystrov e Ashutosh Rajekar, dois profissionais da computação, estão organizando um "dia mundial desconectado", em maio.
Stallings, 33, escritora, blogueira e executiva de marketing em tempo parcial para a Microsoft, em Seattle, em janeiro adotou a resolução de passar "52 noites desconectada", este ano.
"Amo a tecnologia. Não sou inimiga das máquinas. Mas compreendi que tinha um problema quando percebi que ocasionalmente eu me sentava ao computador para verificar emails e era como se acordasse apenas seis horas mais tarde, assistindo vídeos de animais no YouTube", disse.
"Eu tentava recordar o que havia feito nas duas horas passadas, e nem fazia idéia. Associo essa experiência àquela sensação de que o tempo passou sem que saibamos o que estávamos fazendo, que nos afeta depois de uma forte bebedeira", disse.
Depois de perceber o vício, Stallings mantém agora seu computador, celular e televisão desligados em todas as noites de quarta-feira.
E numa ironia, ela rapidamente disseminou a idéia por meio do seu blog (http://52nightsunplugged.ning.com ) e se conectou a milhares de pessoas ao redor do mundo que habitualmente mandam mensagens de texto enquanto dirigem, levam seus laptops para o banheiro ou checam email durante o jantar.
"Eu achava que era um problema que afetava somente a mim e meus colegas geeks. Mas então comecei a saber que italianos têm os mesmos problemas, junto com poloneses e tchecos, e também já recebi comentários de pessoas na Colômbia", afirmou ela. "Então eu percebi que isso não é apenas um problema americano, mas internacional", acrescentou.
Sarmiento, que escreve o blog eSoup (http://www.esoupblog.com/), disse que ela retomou a pintura e começou a se envolver em projetos de voluntários desde que começou seu "dia de descanso digital" há dois meses.
"Eu já sonhei que estava blogando. Eu já naveguei pela Internet nos meus sonhos algumas vezes. E se eu começo a ouvir sons imaginários de mensagens chegando em meu computador quando estou no quintal de casa, isso me diz que passei muito tempo online", disse Sarmiento.
Enquanto isso, Stallings começou aulas de dança com seu marido, a se encontrar com amigos e a escrever cartas, à mão, claro.
Ela aguarda ansiosa o dia em que a tecnologia alcançar a necessidade de descanso digital. "Haverá celulares que poderão ser configurados para não receber email depois das cinco da tarde do sábado ou aos domingos", disse ela.

domingo, 13 de abril de 2008

RIR MUITO!!!


Rir ainda é o melhor remédio





Uma boa dose de otimismo, uma gargalhada, um sorriso, têm efeitos reparadores em nossa mente e nossos sentidos. Uma criança é ainda mais vulnerável ao efeito dessas pequenas ações, sobretudo quando uma doença ronda sua vida

Ao riso é atribuído um grande número de propriedades benéficas para combater problemas de saúde como infarto, estresse, depressões e insônia. Muitos médicos consideram que o sentido do humor e o otimismo são qualidades que beneficiam tratamentos em uma grande variedade de casos.
O riso provoca, segundo especialistas, a estimulação e liberação de endorfinas - pequenas proteínas encarregadas de tornar nossa vida mais feliz -, podendo aliviar a dor e nos tranqüilizar e criando a sensação de sossego ou aumentando o fluxo sangüíneo.
Um dos Objetivos do Milênio pactuados pela Organização das Nações Unidas (ONU) se refere à redução da mortalidade infantil, e por isso diferentes organizações humanitárias têm se esforçado para combater essa "praga" nos países menos desenvolvidos.
"Operação Sorriso".Talvez pensando nos benefícios do sorriso, há anos foi criada uma organização humanitária com o nome de Operação Sorriso Internacional, da qual o filho do magnata americano Donald Trump - e que tem o mesmo nome do pai - foi seu embaixador na Nicarágua.
Durante essa campanha, Trump foi com a equipe médica ao município de Chinandega – região da Nicarágua situada na fronteira com Honduras –, onde, graças à Operação Sorriso, 150 crianças com deformidades na boca foram operadas em um hospital da cidade.
Na Nicarágua, a Operação Sorriso, integrada por médicos da Bolívia, Canadá, Colômbia, Estados Unidos, México e Peru, começou a praticar operações em 1993.
Lar dos sorrisos.Tomando como exemplo os Objetivos do Milênio, a empresa Repsol YPF realizou uma doação à Fundação venezuelana Lar Eugenio Jesús Rodríguez Marcano, conhecida como "Lar do Sorriso", e que trata, desde sua criação há dez anos, de crianças e adolescentes com câncer.
Mas tão importante quanto os tratamentos oferecidos é conseguir que os pacientes encontrem um entorno agradável e propício para sua recuperação.
A doação foi destinada à preparação de um grupo de voluntários juvenis de Palhaços de Hospital, conhecida como Dr. Yaso, e para contribuir com a manutenção da sede principal.
Os voluntários realizam atividades recreativas para as crianças e adolescentes que recorrem à instituição para realizar seus tratamentos e para os que estão internados. O objetivo da Dr. Yaso é acabar com o drama do ambiente hospitalar através do riso e do humor, conseguindo que crianças, familiares e pessoal de saúde se adaptem bem a essa realidade.
Barco HospitalO Projeto Esperanza, outra das ONGs que junto com a Operação Sorriso reúne esforços para ajudar a população mais desfavorecida da América Latina, não teve dúvidas na hora de usar o navio hospital USNS Comfort, dos Estados Unidos, para prestar socorro humanitário no Peru.
O objetivo é trabalhar junto com médicos peruanos para proporcionar aos habitantes mais pobres do departamento de La Libertad, "serviços de cuidado da saúde, que incluem cuidado primário para crianças e adultos, tratamento dentário, optometria e outros serviços".
Nesse processo, também são entregues doações de móveis para o hospital e roupa para crianças e bebês enviadas pelo Projeto "Handclasp", uma ONG associada à Marinha americana para distribuir artigos a comunidades fora da América do Norte.

segunda-feira, 7 de abril de 2008

AURORESCER




Gigantes são as sombras que em mim
se espalham a enublar os pensamentos
mais secretos, sinceros, profundos
e meus, só meus...

Gigantes são as vontades
de quebrar as amarras.
Cortar à espada essas sombras
que por assim o serem,
são de frágeis naturezas
e por fim chegar às fontes
que momentaneamente escondem a luz.

Fontes essas que por densas serem,
são apenas névoas concentradas,
combinadas, ajuntadas,
mas que um só golpe,
rápido e certeiro basta
a que se dispersem,
desagreguem, se desmanchem...

Desfazendo-se assim essas sombras.
Surgindo enfim a visão aurorescente
da luz que a brilhar
ali sempre esteve.


Dulceny z

23/05/2005

sexta-feira, 4 de abril de 2008

MEU GESTO

Sinal vibrante d'um brilho oscilante
ardente em mim!
E num gesto silente d'um olhar vibrante,
braços oscilantes...
Tome,
recebes das mãos minhas, toda a essência
da cadente estrela vivente em mim.
Impregnada de brilho intenso
e também, d'agora em diante,
ardente em ti!
Dulceny z05/12/2001

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Dormir para emagrecer!!!


Estudo revela que dormir pouco influi diretamente no aumento de peso








Qui, 03 Abr, 12h58
Paris, 3 abr (EFE).-
Um estudo do Instituto Francês para a Nutrição (IFN) revela que dormir pouco influi diretamente no aumento de peso, assim como na aparição de doenças metabólicas e cardiovasculares.
"Demonstramos que uma redução do sono diminui a retenção do hormônio leptina - limitador do apetite - e aumenta a da grelina - que dá sensação de fome", afirma a doutora em neurociência do IFN Karine Spiegel, no relatório.
Desta forma, as pessoas que não dormem bem sofrem um aumento de 24% no apetite, especialmente de alimentos ricos em gorduras e açúcares.
Spiegel destaca que, devido ao cansaço, esses pacientes diminuem significativamente seu nível de atividade física, praticamente anulando o gasto de energia e desequilibrando a balança energética, já que contam com mais horas disponíveis para comer.
Cerca de 45% das pessoas entre 25 e 45 anos afirmam não dormir o suficiente, e 17% acumulam sono crônico, segundo um estudo publicado em março pelo Instituto Nacional de Prevenção e Educação para a Saúde (Inpes) da França.
A falta de sono desencadeia "verdadeiras epidemias de obesidade", e inclusive, doenças metabólicas como o diabetes, segundo Spiegel.
Por isso, a especialista acredita ser "pertinente" acrescentar nas prescrições de regime para pacientes obesos conselhos de comportamento relativos ao sono.
O professor de psicologia do IFN Patrick Lévy afirma que a obesidade tem relação direta com a síndrome da apnéia obstrutiva do sono, caracterizada pelas repetidas interrupções da respiração durante o sono.
Essa síndrome é provocada pela acumulação de gordura na região do pescoço, impedindo a passagem do ar pela faringe em direção aos pulmões.
Lévy diz que nos obesos pode-se observar uma "resistência à leptina", ainda mais notável no caso dos pacientes com apnéia, o que explicaria o risco destas pessoas de adquirir doenças cardiovasculares. EFE dr/wr/gs

terça-feira, 1 de abril de 2008

E viva os "Sarados"!!!


Divulgação Científica
Estudo publicado na revista Neurology
indica que indivíduos de meia idade
com grandes barrigas têm maiores riscos
de manifestar demência quando mais
velhos (divulgação)
Obesidade e demência

31/03/2008 Agência FAPESP – Indivíduos de meia-idade com grandes barrigas têm maiores riscos de manifestar demência quando mais velhos. A afirmação é de um estudo publicado na revista Neurology, da Academia Norte-Americana de Neurologia.
O estudo foi feito com 6.583 pessoas de 40 a 45 anos que residiam na Califórnia. Em média 36 anos depois, os voluntários foram novamente examinados. A surpresa foi que 16% tinham diagnóstico positivo para demência, síndrome caracterizada por perda de memória e de habilidades e problemas de comportamento.
Os pesquisadores verificaram que aqueles que apresentaram os maiores valores de gordura abdominal eram quase três vezes mais propensos a desenvolver demência do que os demais.
“Trata-se de uma descoberta desconcertante, considerando que 50% dos adultos nos Estados Unidos têm quantias não saudáveis de gordura abdominal”, disse uma das autoras do trabalho, Rachel Whitmer, da Divisão de Pesquisa da Kaiser Permanente.
De acordo com o estudo, ter um abdome grande aumentou o risco de demência independentemente de os participantes se apresentarem com peso normal, sobrepeso ou obesidade e das condições de saúde, incluindo diabetes ou problemas cardiovasculares.
O grupo com sobrepeso e abdome volumoso teve risco 2,3 vezes maior de desenvolver a síndrome do que pessoas com peso e cinturas consideradas dentro do padrão. Entre os obesos e com abdome grande, o risco foi 3,6 vezes maior.
Na pesquisa, as mulheres apresentaram obesidade abdominal mais freqüentemente do que os homens. Os grupos nos quais a incidência esteve mais presente foram: não brancos, fumantes, pessoas com pressão alta, elevados níveis de colesterol e diabetes e aqueles com menor escolaridade.
Os autores destacam que, como em todos os estudos observacionais, é possível que a associação de obesidade abdominal e demência não seja dirigida pela própria obesidade, mas por um conjunto complexo de comportamentos relacionados à saúde do qual a deposição de gordura na região da cintura faz parte.
“Mais estudos devem ser feitos para determinar quais são os mecanismos que ligam a obesidade abdominal com a demência”, destacaram os pesquisadores.
O artigo Central obesity and increased risk of dementia more than three decades later, de Rachel Whitmer e outros, pode ser lido por assinantes da Neurology em http://www.neurology.org/.

quinta-feira, 27 de março de 2008

Para emagrecer, é preciso comer


Qui, 27 Mar, 02h30

Por Fabiana Caso
São Paulo, 27 (AE) - Quem leu ou viu "O Senhor dos Anéis" pode se recordar da mania dos hobbits de comer seis refeições por dia. E não é que eles estavam certos? Os nutricionistas garantem: passar fome não emagrece ninguém, pelo menos não a longo prazo. Isso porque, quando o organismo fica muito tempo sem comida, começa a reter gordura, como um mecanismo de defesa. Para ficar com o corpo em forma, sem prejudicar a saúde, o certo é comer de três em três horas, dividindo as calorias que se pode consumir em frações. Entre as refeições principais - café da manhã, almoço e jantar -, o ideal é vigiar o relógio para ingerir nem que seja uma fruta ou um pedaço de queijo nos intervalos.
"O órgão que comanda tudo é o cérebro, e este não consegue usar a energia de algo que foi ingerido há mais de três horas", explica a nutricionista Denise Madi Carreiro, autora de "Alimentação, Problema e Solução para Doenças Crônicas". Quando as refeições ficam muito espaçadas, o cérebro começa a alterar funções e libera cortisol, o chamado hormônio do estresse. Aumenta, assim, a resistência à insulina e uma das conseqüências é a retenção de gordura como um mecanismo de sobrevivência. Outro resultado do jejum prolongado é que o organismo começa a consumir proteínas, essenciais para equilibrar os sistemas mental e emocional. Segundo a nutricionista, esta e outras alterações do metabolismo podem causar problemas como ansiedade, insônia, gases, intestino preso, episódios repetidos de candidíase (doença ginecológica provocada por fungo) e queda do sistema imunológico. As alterações hormonais podem incluir até a interrupção da menstruação.
Nas "dietas de fome", a pessoa emagrece no começo porque perde líquido ou as proteínas, mas não gordura. "Se ficar sem comer resolvesse, a obesidade não seria o principal problema de saúde pública do mundo", afirma Denise. "Para perder gordura, é preciso comer." O contrário também é verdadeiro: aqueles que procuram seu consultório porque querem engordar conseguem atingir a meta quando se reeducam, comendo porções fracionadas de três em três horas. A diferença é que, para os que querem ficar magros, o cardápio tem obviamente menos calorias, e para quem quer engordar, é supercalórico. Mas sempre fracionado, em cinco ou seis refeições diárias.
A nutricionista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Luciana de Carvalho, faz coro. "Quanto mais fracionada for a alimentação, mais o organismo trabalha. Quanto mais se fica em jejum, menos ele trabalha e faz uma reserva para se garantir", resume. "Fracionamos as refeições para aumentar o metabolismo." Mais: quando a pessoa fica sem comer por muito tempo, a tendência é "atacar" a refeição, geralmente à noite, quando já não é preciso absorver tanta energia porque o destino costuma ser a cama.
Isso não quer dizer que se deva ingerir porções imensas: nos intervalos entre as refeições principais, recomenda-se comer uma fruta, iogurte ou um pedaço de queijo - um único alimento de qualidade já serve para estimular o metabolismo.
PERDA DE PESO - A médica Jacqueline Ulbricht, de 36 anos, era obesa e fez a cirurgia de redução do estômago há dois anos e meio. Desde então, começou a se consultar com a nutricionista Denise e aderiu às porções fracionadas. Se antes fazia três refeições por dia, agora come a cada três horas. "Minha vida mudou, me curei da artrite reumatóide depois que mudei a alimentação", conta. "Eu emagreci 50 quilos em dois anos e meio e não foi por causa da cirurgia. Conheço pessoas que também fizeram a mesma operação e ganharam todo o peso de volta. Mantenho meu peso há um ano e meio." Apenas recentemente ela voltou a engordar, mas por um bom motivo: está grávida.
Jacqueline atribui também ao novo esquema de alimentação uma melhoria na sua qualidade de vida. "Durmo melhor, acordo descansada. Antes tinha uma insônia horrível e sempre tomava remédios. Isso acabou." Problemas com intestino preso e candidíase também ficaram para trás. "Agora me sinto mais calma, tenho mais paciência."
O administrador de empresas Munir Adib Kfouri, de 69 anos, também se beneficiou da dieta fracionada. Foi por uma questão de saúde que começou a se consultar com a nutricionista Luciana: os medicamentos que tomou para um problema de fígado lhe trouxeram efeitos colaterais indesejáveis. Além disso, Munir tinha o desejo de emagrecer, embora não acreditasse que isso fosse possível. "Todo mundo dizia que eu tinha que ir para a academia, e eu não queria."
Pensando em seu problema de saúde, começou a seguir religiosamente a dieta prescrita. "Antes tinha uma alimentação indisciplinada. Tomava só uma xícara de café de manhã, às vezes nem almoçava e, à noite, descontava tudo no jantar. Comia muito e abria a geladeira de madrugada", lembra. O novo menu inclui um café da manhã mais substancioso, uma fruta no intervalo até o almoço, outra no intervalo da tarde, e um jantar mais leve. No cardápio, não há mais frituras, gorduras nem massas.
Os exames de fígado passaram a dar resultados melhores e ele percebeu uma maior disposição física. "Aprendi a dosar os alimentos e percebi que não havia necessidade de comer tanto." Emagreceu dez quilos e já mantém o peso há um ano. "Hoje tenho mais consciência do que estou comendo. Estou bem de saúde e ter emagrecido aumentou minha auto-estima."

sexta-feira, 21 de março de 2008

Sobre Deus!




Cosmólogo recebe prêmio defendendo existência de Deus









Para cientista religioso, a criação
do Universo é obra de Deus




Um padre e cosmólogo polonês que sustenta a possibilidade de comprovar matematicamente a existência de Deus é o vencedor do mais polpudo prêmio acadêmico do mundo.
O professor Michael Heller, 72, de formação religiosa, com estudos em filosofia e doutorado em cosmologia, receberá em maio, em Londres, o prêmio Templeton, outorgado pela fundação homônima de estudos religiosos sediada em Nova York. O valor da premiação é de 820 mil libras esterlinas (cerca de R$ 2,87 milhões).
Os trabalhos mais recentes de Heller abordam a questão da origem do universo debruçando-se sobre aspectos avançados da teoria geral da relatividade, de mecânica quântica e de geometria não-comutativa.
"Vários processos no universo podem ser caracterizados como uma sucessão de estados, de maneira que o estado anterior é a causa do estado que o sucede", explicou o próprio Heller em um comunicado divulgado por ocasião do anúncio do prêmio.
"Ao questionar (a causalidade primeira) não estamos apenas falando de uma causa como qualquer outra. Estamos nos perguntando sobre a raiz de todas as possíveis causas", disse.
Ele rejeitou a idéia de que religião e ciência são contraditórias. "A ciência nos dá o Conhecimento, e a religião nos dá o Sentido. Ambos são pré-requisitos para uma existência decente".
"Invariavelmente eu me pergunto como pessoas educadas podem ser tão cegas para não ver que a ciência não faz nada além de explorar a criação de Deus."

Críticas

Alguns céticos atacam a Fundação Templeton por sua inclinação a favor de ideologias conservadoras da religião.
Um dos principais críticos à instituição é o biólogo evolucionista Richard Dawkings, que já descreveu o prêmio Templeton como "uma soma de dinheiro muito grande que se concede normalmente a um cientista disposto a falar coisas boas da religião".
Para os jurados, Heller mereceu o prêmio por desenvolver "conceitos precisos e notavelmente originais sobre a origem e as causas do universo, muitas vezes sob intensa repressão governamental".
A biografia do filósofo e cosmólogo polonês diz que ele foi perseguido sob a era soviética, cuja ideologia comunista abertamente atéia ia contra o perfil católico conservador dominante no país.
Heller conhecia o Papa João Paulo 2º, nascido polonês sob o nome de Karol Wojtyla, que personificou a reação da Igreja Católica contra o avanço do comunismo nos países do Leste Europeu.
"Apesar da opressão das autoridades comunistas polonesas a intelectuais e padres, a Igreja, impulsionada pelo Concílio Vaticano 2º, garantiu a Heller uma esfera de proteção que o permitiu alcançar grandes avanços em seus estudos", diz sua biografia.
Heller disse que usará o dinheiro do prêmio Templeton para financiar futuras pesquisas.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Em dose dupla, pra ficar bem claro!

Cientistas duvidam da eficácia de antidepressivos

26/02 - 13:51 - EFE


Londres - Os antidepressivos da nova geração não funcionam, salvo em casos mais graves, e na maioria dos pacientes só têm um efeito de placebo.

Essa é a conclusão de uma pesquisa realizada por cientistas do Reino Unido, Estados Unidos e Canadá que examinaram todos os dados existentes sobre esse tipo de substâncias, inclusive os de testes clínicos não os laboratórios não divulgaram.
Os fabricantes do Prozac e do Seroxat, dois dos antidepressivos mais vendidos do mundo, expressaram, no entanto, seu desacordo com os resultados do estudo.
Um porta-voz do laboratório britânico GlaxoSmithKline, que fabrica o Seroxat, disse à imprensa que o estudo tinha levado em conta apenas um segmento pequeno de todos os dados disponíveis, enquanto a Eli Lilly, fabricante do Prozac, disse que a experiência demonstrou sua eficácia como antidepressivo.
Os cientistas compararam o efeito nos pacientes que tomaram antidepressivos com o resultado obtido em quem recebeu placebo e descobriram que a melhora era muito parecida nos dois grupos.
As únicas exceções foram pacientes que sofriam de depressões mais graves, explica o professor Irving Kirsch, do departamento de Psicologia da Universidade de Hull (Inglaterra), que participou da pesquisa.
Contudo, isso talvez tenha acontecido, segundo os cientistas, porque nesses pacientes graves o placebo não funcionou tão bem quanto nos que tomaram os medicamentos e não porque os antidepressivos tenham surtido maior efeito.
"Dados os resultados, parece que não há apenas motivos para receitar antidepressivos, salvo para os pacientes que sofrem de depressões mais graves e em quem os outros métodos falharam", afirmou Kirsch.Segundo ele, as pessoas que sofrem depressão "podem melhorar sem recorrer a esse tipo de tratamento".
Para o estudo, divulgado na publicação especializada "Public Library of Science", foram utilizados os resultados de 47 testes clínicos, além de uma série de dados inéditos graças à legislação britânica sobre liberdade de informação.
As conclusões da pesquisa valem no caso do Prozac (fluoxetina), do Seroxat (paroxetina), e de fármacos similares como Effexor (venlafaxina) e Serzone (nefazodone).Segundo Tim Kendall, diretor-adjunto da Divisão de Pesquisa do Royal College of Psychiatrists, os laboratórios geralmente publicam somente os estudos que lançam uma luz positiva sobre seus produtos.
O National Institute for Health and Clinical Excellence, do Reino Unido, recomenda aos médicos que tentem outros métodos antes de começarem a prescrever antidepressivos.
Desde seu lançamento nos Estados Unidos em 1988, aproximadamente 40 milhões de pessoas recorreram ao Prozac, trazendo bilhões de dólares ao laboratório Eli Lilly.
Apesar de a patente ter caído em 2001, o princípio ativo do Prozac, a fluoxetina, continua gerando renda para a empresa, já que a mesma substância também é ingrediente do Sarafem, pílula utilizada no tratamento da tensão pré-menstrual.


Cientistas colocam em dúvida a eficácia dos antidepressivos

26/02 - 09:51 - AFP


A eficácia dos antidepressivos, como o Prozac, que é utilizado por mais de 40 milhões de pessoas no mundo inteiro, foi colocada em dúvida por cientistas britânicos, que concluíram que o medicamento teve o mesmo efeito que um placebo sobre pessoas que sofrem de depressão.

Os resultados do estudo realizado pelo professor Irving Kirsch, da Universidade de Hull (norte da Inglaterra), revelou que os pacientes que tomaram antidepressivos como o Prozac e o Seroxat melhoraram seu estado, assim como os que tomaram o placebo.
"A diferença de melhoria entre os pacientes que tomaram placebos e os que tomaram antidepressivos não foi muito importante", indicaram os pesquisadores, que concluíram que "estes resultados deixam poucos motivos para continuar com a prescrição de antidepressivos".
"Isso significa que as pessoas que sofrem de depressão podem melhorar sem ajuda química", acrescentou o professor Kirsch.
A única diferença foi notada entre os pacientes que sofriam de depressões mais profundas. Mas os cientistas atribuíram isto ao fato de os pacientes reagirem menos ao placebo, e não à maior eficácia do medicamento.
O fabricante do Prozac, Eli Lilly, minimizou o estudo britânico, reafirmando que uma "extensa experiência científica e médica demonstrou que a fluoxetina (utilizada no Prozac) é um antidepressivo eficaz".

sábado, 23 de fevereiro de 2008

Fazendo "arte"...










Esse é o meu anjo!!!








Minha floresta encantada!!!













Olha aí o meu palhaço favorito!!!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Olhares demais...


Uma pequena estória

Curioso(a)?
Olhe com olhos de ver...
Leia com olhos do entendimento...
Saboreie a plenitude!

Email não!!!









Funcionários ficam estressados com alto volume de mensagens


Intel cria dia sem e-mail para estimular comunicação

Jane Wakefield


A Intel, multinacional americana do setor de tecnologia,decidiu instituir um dia semanal sem e-mail para estimular a comunicação entre seus funcionários.

Todas as sextas-feiras, 150 engenheiros da Intel devem recorrer aos antigos meios de comunicação e conversar com os colegas cara a cara ou pelo telefone.
O uso do e-mail não é totalmente proibido, mas a idéia é estimular os funcionários a interagir entre si sem usar o teclado de um computador.
O presidente da Intel, Paul Otellini, criticou engenheiros que "se sentam a cubículos de distância e que enviam e-mails, quando poderiam simplesmente se levantar e conversar".
Outras empresas que tentam diminuir a dependência dos funcionários em relação à comunicação eletrônica dizem que iniciativas deste tipo melhoraram a produtividade.

Produtividade


A idéia que por trás do "dia sem e-mail" não é nova nos Estados Unidos.
No ano passado, a companhia de logística PBD lançou a mesma iniciativa depois que o presidente Scott Dockter suspeitou que a "dependência" da comunicação eletrônica prejudicava a produtividade dos funcionários.
Quatro meses mais tarde, a empresa divulgou que a campanha havia sido um sucesso: havia melhorado o trabalho em equipe, a satisfação dos clientes e aumentado a rapidez na resolução de problemas.
De acordo com uma pesquisa feita pelo instituto de pesquisa americano The Radicati Group, indivíduos no ambiente de trabalho enviaram uma média de 37 mensagens eletrônicas por dia em 2006, e as projeções indicam que este número vai crescer para 47 até o fim deste ano.
Outro estudo, conduzido por pesquisadores das universidades de Glasgow e Paisley, na Grã-Bretanha, apontou que um terço dos usuários de e-mail se sentia estressado pelo grande volume de mensagens que recebiam.


Educação digital


Mario Hare, da Universidade de Paisley, acredita que ficar um dia sem acessar e-mail pode ser benéfico, principalmente entre pessoas que precisam se concentrar por um período longo de tempo.
Mas há quem não concorde com a idéia.
"Em vez de cortar o uso do e-mail no fim de semana – o que significa dedicar grande parte da segunda-feira respondendo às mensagens da sexta-feira – as empresas precisam educar seus funcionários a usarem os e-mails da forma adequada", avalia Alan Elliot, diretor de desenvolvimento de negócios da empresa especialista em e-mails Mirapoint.
Além do dia sem e-mail, a Intel ainda introduziu o Quiet Time (algo como "hora da tranqüilidade", em tradução livre) na rotina dos funcionários.
A prática oferece aos funcionários a possibilidade de ficar desconectado da internet algumas horas do dia, uma vez por semana.

Origem do universo.



Buracos negros 'podem ser origem de raios cósmicos'








Partículas seriam originadas em galáxias vizinhas

Uma equipe de cientistas descobriu que os raios cósmicos – partículas com grande concentração de energia e que se deslocam a velocidades próximas à da luz – são provavelmente originados de buracos negros gigantes situados em galáxias vizinhas à Via Láctea.

O estudo realizado por 370 pesquisadores de 17 países, entre eles o Brasil, foi publicado na última edição da revista Science.
As conclusões, feitas a partir de pesquisas realizadas no Observatório Pierre Auger, na Argentina, podem solucionar um quebra-cabeças que intriga a ciência desde 1912, quando os raios cósmicos foram identificados.
Ao contrário do que se pensava até agora, as partículas de alta energia que “bombardeiam” a Terra não seriam provenientes de áreas aleatórias no espaço, mas de áreas ocupadas por galáxias que contêm buracos negros gigantes.
Os estudiosos acreditam que os campos magnéticos em volta dos buracos negros aumentam a velocidade dos raios, o que explicaria a alta concentração de energia das partículas.


Origem do universo


Para o professor Carlos Ourivio Escobar, do Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW) da Unicamp e coordenador da parte brasileira do projeto, os primeiros resultados dos estudos realizados na Argentina significam um passo significativo em busca da explicação da origem do universo.
“Ao ratificarmos que a radiação não é um fenômeno local e sim cosmológico, estamos relacionando o fenômeno a algo ligado ao princípio do universo. Evidentemente, isso não explica tudo, mas abre caminhos para novas pesquisas que certamente nos trarão esclarecimentos adicionais acerca do assunto”, disse o professor, em entrevista ao Jornal da Unicamp.
Ainda de acordo com o professor, a descoberta inaugura a "era da astronomia com raios cósmicos".
“Ao conhecer como as partículas de altíssima energia são naturalmente aceleradas, os cientistas poderão, eventualmente, reproduzir o fenômeno em laboratório, o que inauguraria uma nova fase para o estudo de mecanismos de aceleração”.
O observatório Pierre Auger fica na província de Mendoza, na Argentina, e conta com 24 telescópios e 1.600 detectores.
O observatório detecta chuvas de bilhões de raios cósmicos secundários que são gerados quando as partículas atingem a atmosfera terrestre em alta velocidade.
Os raios cósmicos secundários são inofensivos à vida na Terra, mas os raios cósmicos primários são perigosos para os astronautas no espaço.

Belíssimo!!!



Escultores criam obras de gelo na Bélgica; assista









Um grupo de escultores de 11 países trabalhou durante semanas para criar as obras expostas a partir desta sexta-feira no 7º Festival do Gelo, na Bélgica.Oitocentas toneladas de gelo e neve foram importadas do Canadá e talhadas com ferramentas afiadas para dar forma a personagens de contos de fada.
Coelhos, duendes, anões e até um moinho d'água em movimento foram criados para o festival.

Para os artistas envolvidos no projeto, o festival é uma oportunidade rara de trabalhar com blocos de gelo cristal que chegam a pesar 1,7 mil quilos.
Quem quiser conferir as esculturas geladas terá de enfrentar temperaturas de até dez graus negativos.
O Festival do Gelo fica aberto até dia 13 de janeiro, na cidade de Bruges.

Arte geladaBélgica abre festival de esculturas de gelo. (Clique aqui e veja o vídeo da matéria).



NOTÍCIAS RELACIONADAS
Cavernas de gelo se formam nos Alpes austríacos; assista

Aquecimento do planeta...


Cientistas propõem milhões de canos no oceano contra aquecimento



Gráfico:
1. Bóia mantem cano em posição;
2. Cano;
3. Válvula mantém fluxo ascendente;
4. Água fria Dois dos principais ecologistas da Grã-Bretanha acreditam que é hora de desenvolver uma solução técnica rápida para mudanças climáticas.
Em artigo na revista Nature, o diretor do Museu de Ciência em Londres, Chris Rapley, e James Lovelock, criador da teoria de Gaia (que vê a Terra como um organismo vivo capaz de se auto-regular), sugerem que se procure aumentar a absorção de CO2 pelos oceanos.
Com o uso de tubos verticais gigantescos, a água da superfície e das profundezas do mar seriam misturadas para fertilizar algas, que absorveriam CO2 da atmosfera.
As águas frias do fundo do mar são ricas em nutrientes. Para promover a mistura da água, os canos flutuariam livremente, criando um fluxo de água de 100 a 200 metros de profundidade para a superfície.

Testes

A Atmocean acredita que uma das formas de vida que podem se beneficiar do uso dos canos é o salp, um microorganismo que excreta carbono em fezes que se depositam no fundo do mar, talvez armazenando carbono lá por milênios.
A idéia já está sendo testada pela companhia americana Atmocean. Seu diretor, Phil Kithil, calcula que a instalação de 134 milhões de canos pode, potencialmente, retirar cerca de um terço do dióxido de carbono produzido por atividades humanas a cada ano. Mas ele admite que as pesquisas ainda estão apenas começando.
"O problema que nos preocupa mais é a acidificação. Nós estamos trazendo para a superfície níveis mais altos de CO2 junto com os nutrientes", diz Kithil.
A empresa afirma que uma outra vantagem de diminuir a temperatura das águas na superfície em regiões como o Golfo do México poderia ser uma redução do número de furacões, que precisam de águas mais aquecidas para se formar.

Nuvens

Lovelock e Rapley sugerem ainda que os canos no oceano podem estimular também o crescimento de microorganismos que produzem sulfureto de dimetilo, uma substância que contribui para a formação de nuvens sobre o oceano, refletindo a luz do sol para fora da superfície da terra e ajudando na refrigeração do planeta.
Rapley e Lovelock dizem que duvidam que os planos existentes para reduzir as emissões de carbono sejam suficientemente rápidos para combater as mudanças climáticas.
"Nós não vamos salvar o planeta por abordagens usuais como o Protocolo de Kyoto ou energia renovável", disse Lovelock à BBC.

A navegação póscanos rsrsrs

Agora vem a parte séria:
Imagine o oceano "cheinho" de bóias ( vide acima ).Agora imagine esse oceano "cheinho" de "barquinhos e naviozinhos lindinhos"...Imaginou???Que dureza!!!Então... Só tomando uma pra encarar, rsrsrs






Sobrevivência em perigo...


Crise ambiental "é risco à espécie humana"








Relatório diz que a falta de água pode ser um problema do futuro



Um relatório da ONU sobre o meio ambiente divulgado nesta quinta-feira afirma que a falta de providências contra alguns dos principais problemas ambientais que afetam o planeta estão colocando em risco a própria sobrevivência da espécie humana.O relatório Panorama Ambiental Global, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), analisa as principais mudanças nas condições da água, do ar, da terra e da biodiversidade do planeta desde 1987 e identifica prioridades de ação. Entre os problemas identificados estão a degradação de áreas agrícolas, o desmatamento, a redução das fontes de água potável disponíveis e a pesca excessiva. "Problemas persistentes e difíceis de resolver continuam sem ser enfrentados, sem solução", disse o diretor-executivo do Pnuma, Achim Steiner. "Problemas do passado continuam e novos estão surgindo: do crescimento acelerado das áreas sem oxigênio nos oceanos ao surgimento de novas e velhas doenças, ligadas em parte à degradação ambiental."


Brundtland


O relatório está sendo publicado por ocasião dos 20 anos da publicação do chamado Relatório Brundtland da ONU, considerado importante por ter lançado a idéia de desenvolvimento sustentável como uma das principais defendidas pelas Nações Unidas no que diz respeito ao meio ambiente. Segundo o documento, desde a divulgação do Relatório Brundtland, as condições do meio ambiente no mundo pioraram, pressionadas pelo crescimento populacional e pela falta de empenho das autoridades em resolver as questões. "A quantidade de recursos necessária para mantê-la (a população mundial) supera o que está disponível", diz o relatório. O documento alerta que, até 2025, o uso da água terá aumentado 50% em países em desenvolvimento, e que essa pressão pode se tornar intolerável em locais com escassez do recurso. "A agressão do meio ambiente global coloca em risco muitos dos avanços que a sociedade humana obteve em décadas recentes", diz o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em um prefácio do relatório. "Está prejudicando nossa luta contra a pobreza. Pode até colocar em risco a paz e a segurança internacionais."


Aspectos positivos


O relatório, no entanto, não apresenta apenas conclusões negativas. Ele destaca, por exemplo, que a taxa de desmatamento da Amazônia diminuiu, que a qualidade do ar melhorou na Europa Ocidental e que alguns acordos ambientais importantes foram fechados desde 1987, como o que criou o Protocolo de Kyoto. Mas o documento apresenta muitos outros fatos negativos, que devem ser tratados como "um pedido urgente de reação", diz o documento. "Houve mensagens de alerta demais desde Brundtland. Eu sinceramente espero que este relatório seja o último", disse Steiner. "A destruição sistemática dos recursos naturais da Terra alcançou um ponto em que a viabilidade das economias está sendo ameaçada e em que a conta que vamos entregar aos nossos filhos pode ser impossível de pagar."


Conclusões do relatório:Há indícios "visíveis e inequívocos" do impacto das mudanças climáticas 1,8 bilhão podem enfrentar falta de água em 2025 Exposição a poluentes causa 20% das doenças nos países em desenvolvimento A pesca nos ritmos atuais também é insustentável, de acordo com o Pnuma. O relatório diz que atualmente se pesca 250 vezes mais do que seria possível para manter estoques pesqueiros sustentáveis no oceano.